Cientistas criam energia elétrica a partir de fotossíntese

03-10-2011 12:01

 

Colaboração entre designers e cientistas da Universidade de Cambridge e Bath para o desenvolvimento de tecnologias biofotovoltaicas com algas e musgo cria soluções práticas para problemas cotidianos

A colaboração entre os times de cientistas de diversos departamentos relacionados às áreas de química, biotecnologia e design das universidades de Cambridge e Bath está resultando em tecnologias inovadoras para a produção de eletricidade.

Enquanto os cientistas desenvolvem uma forma de capturar a energia da fotossíntese das plantas e transformá-la em energia elétrica, designers imaginam e contribuem para o experimento com ideias e soluções que utilizam as novas possibilidades fornecidas.

As ideias consistem em estações de energia aquáticas utilizando algas, mesas de centro com iluminação própria alimentada por musgo, torres de captura de energia que utilizam água da chuva para alimentar as algas e um dessalinizador para a água do mar que utiliza a energia delas para produzir água potável.

A tecnologia biofotovoltaica (biophotovoltaic) está em fase inicial de desenvolvimento e pode levar anos para que seja uma opção economicamente viável para a produção de energia em larga escala. A expectativa dos cientistas é conseguir produzir painéis solares biofotovoltaicos entre cinco e dez anos, com custo e conversão energética igual ou superior aos dos painéis solares atuais (feitos com base de silício).

Captação de energia da fotossíntese (Fonte da imagem: London Design Week)



Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/energia-limpa/12986-cientistas-criam-energia-eletrica-a-partir-de-fotossintese.htm#ixzz1ZjOiRe6x

 

Fonte: